COMO FUNCIONA O PROCESSO DE ABATE DE FRANGOS EM UM FRIGORÍFICO?

Muitas vezes vamos aos mercados e escolhemos retalhos de frangos, ou frangos inteiros congelados ou resfriados. É difícil conhecer alguém que nunca viu uma galinha nem que seja caipira. Agora como funciona o o processo de abate de frangos em larga escala? Como aquele frango chega até as nossas mesas? Que tipo de cuidados e técnicas são exigidos? Nossa reportagem visitou a Boave em Rio Pardo, para mostrar desde o ingresso das aves no frigorífico até a finalização e embalagem para ir ao mercado consumidor.

Animais sendo preparados para o abate

Na jovem empresa riopardense são abatidos até 3000 aves por dia. Numa média de 700 aves por hora. Na grande maioria frangos vindouros de propriedades próximas, mas também existe o abate de galinhas que chegam dos grandes centros de aviários da região serrana do Rio Grande do Sul. Para os funcionários existe uma separação entre duas salas: sala suja e a sala limpa. Em ambas o acesso só é permitido com o uso de roupa especial e lavagem de pés e mãos. As aves chegam dos caminhões e são penduradas uma a uma, é o início do processo. Dali elas vão para o choque de insensibilidade, exigido por lei. Essa técnica também é favorável na hora da sangria pois evita que as aves se debatam, o que prejudicaria o andamento e poderia causar ferimentos na carne.

Processo de limpeza e higiene é rigoroso
Depois de sangradas as aves passam por 4 minutos penduradas em uma sala, e vão para o tanque de escaldagem. São mergulhadas em um tanque de água de 60 C°, tudo já sendo preparado para depenagem. Ali elas passam em uma máquina que faz tudo mecanizado, é o último passo da sala suja. Depois de depenadas chega a hora de começar a desmontar o frango, a partir de agora tudo será nas salas limpas. É o local onde se tira as viceras e onde demanda o trabalho de mais pessoas. Traquéia, papo, cloaca e o primeiro corte abdominal acontecem nesse momento, são retirados todos os miúdos. Frangos com defeitos, pedaços machucados são descartados.


Aves entrando na depenadeira. do outro lado elas saem depenadas
Os frangos passam por dois resfriadores, chamados de Chiller, o frango deve sair desses resfriadores com no máximo 7 C°. Vai chegando o caminho final da carne, a última parte é a sala de cortes. Ali é destinado os cortes pré-definidos dependendo da demanda do mercado. E finalmente a embalagem, que pode ser do frango inteiro(inclusive com os pés como está escrito na embalagem) ou mesmo as partes. Como na Boave trabalha-se com frangos resfriados, eles vão para uma sala onde ficam a mais ou menos 0 C° até serem levados para o caminhão. É o último momento do frango dentro do abatedouro, sem contato com o pessoal do caminhão os frangos são carregados e o processo todo recomeça.





CRIATÓRIO NADAS BRANCO

Essa é uma amostra de como trabalhamos no Criatório Nadas Branco. Desde o processo de alimentação dos animais até o envio de ovos aos clientes.



MERCADO DO OVO E SEU VALOR NUTRICIONAL

Essa reportagem faz uma pesquisa de que forma está o mercado do ovo no Brasil, os números, e a produção no país.  As melhores formas de consumo desse alimento assim como uma receita a base de ovos.


CRIANDO CAMPEÕES

-Eu já perdi as contas- É assim que o seu Ademar Bigueline fala quando perguntado em quantas exposições de aves já esteve com seus animais. Concorrendo a prêmios ou procurando negócios ele conta que já levou muitos animais a diversas feiras do Rio Grande do Sul. Aposentado residente em uma chácara no interior de Venâncio é claramente um apaixonado pelas aves. Daqueles que fala com amor de seus animais, e nunca descansa procurando uma maneira de melhorar o bem estar das aves. –Eu procuro fazer tudo para que as aves não fiquem estressadas, dou verde a vontade, faço todas as vacinas, ração de qualidade. Isso é muito importante para uma ave como as de raça, ainda mais para competições- conta o criador.
Mas afinal, como nasce um galo campeão? Quais são os cuidados para se criar um galo que irá brigar por prêmios? É o que o seu Bigueline nos mostrou em visita da nossa reportagem a sua propriedade.
O primeiro passo é escolher galinhas e galos de padrão racial, ou seja: cor, crista, penas, pernas, tamanho e tudo que caracteriza cada raça seja ela qual for. Depois de colocar galo e galinha em reprodução é importante selecionar os ovos. Ovos padronizados e dentro da uniformidade da raça são os escolhidos. Evitar usar ovos de duas gemas ou muito pequenos. No nascimento é importante notar o tamanho dos pintinhos, segundo o seu Ademar os primeiro dias são fundamentais no desenvolvimento do futuro campeão. Ração Inicial nos 30 primeiros dias é o que eles precisam para começar a crescer. O seu Bigueline também frisa que é muito importante a vacinação: bouba, coriza, gumoboro, bronquite e newcaslte. Essas vacinas são preventivas e fundamentais para quem pretende levar um animal a exposições.
















As baias onde ficam os animais


Depois de todo o processo chega a hora de selecionar os já frangos para serem trabalhados. São analisados, independentemente da raça pois cada raça possui um padrão definido, a crista, tamanho da cabeça, olhos, pescoço, dorso, tonalidade da pena em várias partes do corpo, padrão racial, patas e bico. Tudo passa por um crivo sempre buscando o que é analisado pelos jurados. Para ele é praticamente impossível juntar todas as características perfeitas em apenas uma ave. É um trabalho longo que vem de constante seleção durante algum tempo.  O que mais chama atenção é que seu Bigueline amansa as aves que irão ser analisadas pelos jurados, para ele os juízes tem de ter um animal manso a sua frente, para poder analisar. Se o animal ficar pulando e não parar quieto pode ter prejudicada a sua avaliação. Então lá vai ele, trabalhar os animais para deixá-los mais acostumados com a mesa de avaliação.

Galo Orpington Branco sendo preparado para concorrer na Expointer 2014 


Na hora de levar os galos e galinhas para o campeonato todo cuidado é pouco, nada de arrancar penas, é fundamental que o animal esteja com todas elas no seu devido lugar. Para pegá-los ele usa um tipo de pescador o que evita que o animal se debata.  O mais importante de tudo é a paixão que o seu Bigueline demonstra pelas suas aves, a forma com carinho que são tratados, e capricho na criação e tudo que envolve a criação de galinhas e galos de raça. Na verdade essa é a parte fundamental na formação de um animal verdadeiramente campeão, a dedicação e gosto pela criação dos animais. E isso o seu Ademar Bigueline tem de sobra.


Seu Bigueline segura uma franga New Hampishare, belo padrão de raça



COMEÇANDO A CRIAR GALINHAS DE RAÇA


Essa reportagem inaugura uma séria que vai tentar mostrar um pouco do "mundo das galinhas". Iremos abordar os assuntos mais importantes, através de informações e entretenimento para quem venha a visitar a nossa página possa saber mais, entender melhor, e  sair mais informado sobre a criação de galinhas. Esperamos que nossos clientes, seguidores, e visitantes gostem. Tudo foi feito de forma cuidadosa e profissional a partir de técnicas de filmagem e jornalismo. Fiquem a vontade para elogiar, criticar, dar dicas, sugestões enfim tudo que possa contribuir para o crescimento do blog e o compartilhamento de informações sobre criação de galinhas.

Nessa matéria vamos conhecer a história da Dona Glaci, uma senhora de Rio Pardo que criava galinhas caipiras e começou a criar galinhas de raça.


CRIATÓRIO NADAS BRANCO

Neste blog você poderá conhecer as 8 raças de galinhas ornamentais e de produção e mais o impagável GARNIZÉ ARREPIADO DE PESCOÇO PELADO que criamos no CRIATÓRIO NADAS BRANCO. Localizado no interior do Rio Grande do Sul, no Distrito de Passo do Adão, Rio Pardo. As raças que criamos estarão uma a uma colocadas no blog, assim como suas características principais. Vendemos ovos para todos os estados através dos correios, interessados entrar em contato pelo email: diogolimapaz@hotmail.com

Estamos trabalhando com uma promoção de início de vendas.


TODAS AS RAÇAS PELO PREÇO DE 30,00 REAIS.


BRAHMA LIGHT

BRAHMA BUFF
ORPINGTON AMARELO
LIGHT SUSSEX
WYANDOTTE PRATA
GIGANTE NEGRO
HAMPISHARE
GARNIZÉ PESCOÇO PELADO

BRAHMA LIGHT






Ovos: pode chegar até 200 por ano.
Peso: Galos:5,0kg Galinhas:4,0kg
Altura: Galos 60cm, Galinhas:50cm
Cor: Branca com detalhes em preto.

EMAIL:diogolimapaz@hotmail.com

INDIO GIGANTE X GIGANTE NEGRO DE JERSEY

O criatório está disponibilizando para venda o que estamos chamando de SUPER CRUZA.
Simplesmente pegamos as duas raças de maior potencial de pesoxaltura e cruzamos, utilizando o galo INDIO GIGANTE e as galinhas GIGANTE NEGRO DE JERSEY. O galo está com exatamente 1,00 metro de altura enquanto as galinhas estão chegando aos 4 kg.

BRAHMA BUFF






Ovos: pode chegar até 200 por ano.
Peso: Galos:5,5kg Galinhas:4,5kg
Altura: Galos 60cm, Galinhas:50cm
Cor: Amarela com detalhes em preto.

LIGHT SUSSEX





Ovos: pode chegar até 200 por ano.

Peso: Galos:5,0kg Galinhas:4,0kg
Altura: Galos 60cm, Galinhas:50cm
Cor: Branco com detalhe em preto

EMAIL: diogolimapaz@hotmail.com

HAMPISHARE






Ovos: pode chegar até 250 por ano.
Peso: Galos:5,0kg Galinhas:4,0kg
Altura: Galos 65cm, Galinhas:50cm
Cor: Amarelo com rabo preto

EMAIL:diogolimapaz@hotmail.com

WYANDOTTE PRATA LACEADO





Ovos: pode chegar até 200 por ano.
Peso: Galos:4,5kg Galinhas:3,5kg
Altura: Galos 65cm, Galinhas:50cm
Cor: Preto com pintas brancas por todo corpo

EMAIL:diogolimapaz@hotmail.com

POR QUE CRIAR GALINHAS DE RAÇA?




Muitas pessoas não conhecem raças de galinhas e muito menos que existam tipos de produção de carne, ovos e ornamentação ou mesmo todas essas características ao mesmo tempo. Neste texto tentarei demonstrar quais as verdades práticas desse negócio e o motivo do qual a galinha com "sangue" bate em todos os aspectos os famosos "pés duros".

Em primeiro lugar você não precisa sair por ai adquirindo ovos de todas as raças que achou bonita em uma exposição ou que viu pela TV. Veja qual sua ambição na criação, seja ela para produção de frangos precoces para abate, ou frangas de alta postura ou mesmo apenas para embelezar seu quintal.

A partir da escolha vá até um criador idôneo e adquira uma dúzia de ovos do tipo que melhor se encaixe na sua escolha, veja bem as matrizes e constate o padrão racial, e finalmente coloque-os para chocar. Aqui vai uma decisão do criador: se você deseja aumentar a sua produção deve comprar uma chocadeira(no blog temos uma dica de vendedor) se não, continue com as velhas e boas galinhas que fazem o trabalho por conta própria.

Considerando que da compra feita você consiga tirar no mínimo dois casais das raças escolhidas. É o momento de turbinar sua criação. Descartar todos os galos "pé-duro" é uma necessidade e no lugar deles coloque os novos galos de raça com provavelmente(criador idôneo se faz importante nesse momento) mais peso, mais precocidade e consequentemente mais bonitos. As fêmeas de raça num primeiro momento não tem valor para quem está começando. Com o cruzamento GALOS DE RAÇA X GALINHA CAIPIRA você já poderá sentir uma diferença enorme na genética que vem com os novos pintos.

Enquanto um frango caipira pesa ao 4 meses mais ou menos 2,0 kg um animal cruzado com um galo da Raça GIGANTE NEGRO DE JERSEY por exemplo pode chegar a 2,5 no mesmo tempo de criação e com o mesmos gastos. Veja bem, que ao longo de 1 ano se a criação tiver uma produção de 100 frangos o aumento de peso será de 50,00 kg. Considerando que a média do brasileiro em consumo de carne de frango é de aproximadamente 40,00 kg por ano o ganho é lógico e óbvio. Esse raciocínio pode ser feito também para aves de alta postura, como o HAMPISHARE, e o procedimento deve ser o mesmo. O resultado será precocidade maior e produção altamente considerável em relação aos caipiras comuns.

Finalmente existem as raças ornamentais que por seu padrão e imponência encantam a todos que olham, são ótima opção para pátios e fazendas. Os BRAHMAS, aqueles de penas nos pés, de todas as cores são os mais indicados para esse nicho, mesmo considerando que devido ao seu tamanho avantajado uma cruza com aves caipira rende belíssimos exemplares.

Espero que depois desse texto fique mais fácil para quem está querendo começar sua criação, estaremos sempre a disposição para ajudar quem tiver dúvidas.

GARNIZÉ PESCOÇO PELADO ARREPIADO SURO DE TOPETE E PENAS NOS PÉS

Esses são os impagáveis garnizés de pescoço pelado arrepiado, suro de topete e penas nos pés!!! Tudo reunido em uma única ave, chama atenção em qualquer lugar e vira atração para as pessoas. O criatório adquiriu essas aves de um parceiro e já está obtendo os resultados. Vendemos também ovos galados destas figuras em forma de galinhas.








Ovos: Pode chegar até 50 ovos por ano
Peso: Galos:0,70gr Galinhas:0,5gr
Altura: Galos 15cm, Galinhas:13cm
Cor: Todas as cores


CHOCADEIRA

MODELO PARA 90 OVOS

CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA UMIDADE E ROLAGEM DOS OVOS
/

ESTAMOS TRABALHANDO COM A MARCA PROMAVI  MODELO PARA 90 OVOS(FOTOS)

CONTATO:0XX51 34596356 OU EMAIL: chocadeiraspromavi@ig.com.br

A compra da chocadeira é um passo importante para quem deseja dar um grande salto na sua criação. Com uma chocadeira você agiliza o processo para aumentar seu plantel. Enquanto nas galinhas você pode colocar  no máximo 12 ovos, existem incubadoras com capacidade para até 100 ovos. Tudo depende de quanto você está disposto a investir e quais seus objetivos na produção. No criatório temos uma chocadeira para 50 ovos que fornece exatamente o que precisamos para produzir o número de pintos necessários. A maioria das galinhas e galos do plantel nasceram nessa chocadeira. A partir desse fato vou enumerar uma série de dicas para você que deseja comprar uma chocadeira confiável e que lhe de o retorno esperado.



Dicas:

1-Compre de um vendedor idôneo, no Mercado Livre existem inúmeros vendedores com ótimas qualificações, as vezes o mais barato pode sair muito mais caro.

2-Depois de comprada a chocadeira a maioria dos novos criadores vão lá e a enchem de ovos. Não faça isso na primeira vez, pois até achar a sintonia fina do seu produto levará algum tempo. Portanto a dica é que pelo menos na primeira chocada coloque ovos de galinhas comuns, ou seja, não faça um grande investimento para depois descobrir que você errou na umidade e a eclosão foi péssima e o seu dinheiro foi pelo ralo.

3-Sempre coloque ovos novos ou de procedência garantida, ovos são muito sensíveis e qualquer erro no processo pode levar sua ninhada ao desastre.

4-Faça um nascedouro para seus pintinhos, o ideal é tirá-los da chocadeira assim que nascerem e já tiverem se movimentado, pois com isso eles prejudicam os mais retardatários a nascerem com tranquilidade. Um local para colocá-los após o nascimento é fundamental.

5-Pintos de chocadeira normalmente são mais lentos e menos espertos que os criados por galinhas, uma boa dica é quando colocar ovos para incubar na chocadeira, faça isso no mesmo dia na mesma hora em uma galinha caipira que seja boa de choco. Quando a ninhada nascer passe todos para a "mãe" adotiva, os pintos serão mais espertos e terão contato mais rápido com a água e a comida tornando-se mais saudáveis. Sem falar na hora de soltar no terreiro onde a galinha da proteção e ensina a comer insetos e gramas.

6-Ganso e Angola são os piores animais de se descascar em chocadeiras, os níveis de incubação dessas espécies são instáveis e é difícil reproduzir isso artificialmente. Portanto se tiver resultados abaixo do esperado com Ganso e Galinha D'angola não se assuste pois é assim mesmo.

São essas minhas experiências com chocadeiras, ninguém sabe tudo e sempre pode-se tentar aprender mais, no próximo post vou falar sobre a ovoscópia que é outro produto que um criador deve ter em sua coleção.

GALINHA D'ANGOLA OU ANGOLISTA






A criação de galinha da angola é um capítulo a parte para os amantes de aves. Um animal que quando adulto é extremamente rústico e fácil de criar, mas até chegar a esse ponto é extremamente sensível a alterações climáticas, alimentares e de lugar. Atualmente temos um plantel de 20 angolas adultas criadas soltas nas cores CINZA E PRETA. 

A colheita dos ovos é uma das partes mais difíceis da criação. Em primeiro lugar elas colocam ovos em lugares pouco acessíveis, com vegetação alta. Na retirada dos ovos aconselho usar uma colher de alumínio, e sempre deixar em torno de 5 a 6 ovos para ela não abandonar o ninho. Faça essa colheita sempre a tardinha para evitar ser visto pelas mesmas.

Normalmente 3 a 4 fêmeas colocam ovos no mesmo ninho em uma media de 15 ovos cada, no final do ciclo pode-se ter literalmente uma montanha de ovos. Ai está o segundo passo, pois quando elas chocam por conta acabam não tapando todos os ovos, nascendo apenas os mais de cima. Por isso é fundamental que se colha os ovos e coloque em uma chocadeira(resultados podem não ser tão bons na chocadeira artificial) ou mesmo em uma galinha onde realmente se notará melhores resultados. A angolista quando descasca por conta sai muito rápido do ninho deixando muitos retardatários para trás, ainda mais quando se falar de lugares com vegetação alta.
Em hipótese alguma deixe os filhotinhos em pisos lisos, principalmente logo após o nascimento, elas são muito ativas e acabam ficando com as pernas completamente "arqueadas" levando até a morte. A minha dica  principal é sempre quando tiver filhotes de angolista tente conciliar alguns pintos normais junto, pois eles são mais mansos e vão sempre abrir caminho para as angolinhas que são ariscas.
Depois de passar a primeira fase quando elas já começarem a pelar a cabeça, se deseja criá-las soltas não as solte logo no terreiro. Coloque-as em uma encerra grande para elas se habituarem ao local. Depois disso é só soltar essas belas aves no terreiro e escutar o "tô fraco" das fêmeas. Duram bastante tempo e são muito resistentes a predadores e doenças.

A carne apesar de escura é muito saborosa e perfeita para que prefere um gosto mais forte na hora da refeição. Os ovos são duros, muito mais que de galinhas normais. São bem arredondados cheios de pintinhas.


Ovos: pode chegar até 40 por ano.

Peso: Galos:3,0kg Galinhas:2,5kg
Altura: Galos 40cm, Galinhas:35cm
Cor: Preta, Cinza.

RAÇÃO

O ração a ser destinada para criação não é algo totalmente científico e comprovado. Depende muito de condições externas tais como: clima, preço, raças, idades, aves de postura, de corte etc..
Não se dá a mesma ração de 1 frango de corte para abate aos 4 meses, e para um pinto de 1 dia ornamental. A pergunta que fica para quem está começando é: afinal que ração devo dar para minhas aves? A resposta está diretamente ligada ao tipo de criação que está procurando. Como no CRIATÓRIO NADAS BRANCO trabalhamos com aves de raça desde pintinhos até chegarem na idade adulta iremos falar sobre os tipos de rações para planteis dessa nível. Infelizmente não possuo conhecimento suficiente para falar sobre frangos de corte, ou aves de postura industrial.
Faremos aqui uma cronologia, tanto de indicações por pesquisa quanto experiências próprias:

PINTOS ATÉ 30 DIAS: Sem inventar, ração inicial comprada nas lojas é a melhor opção, normalmente o pinto irá se desenvolver de maneira satisfatória. Uma dica para quem tiver um pouco de tempo é dar minhocas para os pintos novos, já fiz essa experiência e o crescimento e engorde é notório. Agora o mistério está em fazer aprender a comer, tem lotes que não aprendem e tem lotes que pegam fácil(nascido em chocadeira, com galinha é outra história).

PINTOS DE 35 A 150 DIAS: Ração para crescimento, também comprada nas lojas passa a ser opção. Nessa idade já se faz presente comedouros pois eles passam a jogar muita comida fora o que é um prejuízo grande. Dependendo da disponibilidade nessa idade já devem começar a dar caminhadas e ter grama a vontade na dieta.

ADULTOS: A partir de 150 dias dependendo da raça já pode-se incluir na dieta adulta. Aqui no CRIATÓRIO NADAS BRANCO estamos usando ração de postura. Como as aves ficam num sistema de confinamento num espaço de 2x2 onde ficam no máximo 7 aves adultas. Grama a vontade evita o stress e deixa as penas mais bonitas. Cascas de ovo torrada é o melhor forma de suprir a falta de cálcio e evitar que elas comam as penas uma das outras ou pior comam os próprios ovos. Segundo me indicaram no inverno deve-se dar um pouco de milho inteiro para repor proteínas.

Claro que as vezes comprar rações prontas(INICIAL, CRESCIMENTO, POSTURA) pode tornar-se caro para o criador. Então existe também a possibilidade de misturas que funcionam principalmente para aves adultas. Os ingredientes são os seguintes:

MILHO 60%
SOJA 25%
TRIGO 4%
NÚCLEO(CONCENTRADO) 4%
CALCÁRIO(FARINHA DE OSTRA, OSSO, OVOS) 6%

Mais uma vez conto com experiência próprias na criação, conto com ajuda de todos para melhorar ainda mais esse texto e incrementar alimentações e idades que podemos fazer. Todo conhecimento é válido e somará para inúmeros criadores, experientes ou não.

COMEDOUROS



A colocação de comedouros automáticos fazem uma grande diferença na criação, no criatório cada baia possui um comedouro, assim como as encerras dos frangos jovens e animais para abate. Existem inúmeras vantagens que serão citadas em tópicos logo abaixo:

1- Evita desperdício de ração: galinhas não são educadas na hora de comer, e não raras vezes elas mesmo tendo a comida a disposição acabam ciscam e jogando a comida para o chão. Com os comedouros esse problema diminui consideravelmente, pode cair algum resto mas nada muito drástico.

2- Controle de gasto/mes/semana/dia: com esses comedouros você realmente pode medir quanto sua criação está comendo e em quantos dias, ou seja poderá ver o quanto realmente está investindo em seu plantel de animais.

3- Ração farelada de melhor digestão: oferecer ração farela sempre é a melhor opção, pois com ela as galinhas tem uma melhor e mais rápida digestão o que reflete em ganho de peso mais rápido e resultados mais satisfatórios, além disso a ração balanceada sempre é melhor que tratar animais simplesmente com milho inteiro.

4-Mão de obra: para quem tem dificuldades em tratar as galinhas todos os dias esses comedouros dão a opção de pelo menos 3 dias dependendo da quantidade de galinhas por comedouro.O número exato pode variar mas para uma peça de 5 kg recomenda-se colocar até 10 galinhas.

OVOSCÓPIA

A ovoscópia é uma passo super importante para quem já tem uma chocadeira, ou mesmo para quem está chocando ovos em galinhas. Não se assuste, você pode tirar os ovos por alguns minutos da incubação e passar no ovoscópio sem danos aos mesmos. Afinal a galinha não passa os 21 dias sentadinha sem se mexer no ninho, invariavelmente ela sai do ninho uma vez a cada 2 dias e isso é acentuado quanto mais vai ficando perto de nascerem os pintos. Bom, vamos agora as dicas para não ter erro na ovoscópia que deve ser feita antes de colocar os ovos para chocar, e após 10 dias (para os mais principiantes, quanto mais experiência o criador tiver com menos dias conseguirá ver o pintinho em desenvolvimento) e depois pelo 17º dia.

1º Passo: Coloque todos os ovos no ovoscópio antes mesmo de irem para o choco, ali você poderá notar algum ovo trincado ou mesmo defeitos internos e ovos de duas gemas(nunca nascem). Descarte os que tiverem essas características.

2º Passo: Após mais ou menos 10 dias passe todos os ovos novamente, é fundamental o conhecimento nessa hora, os ovos galados são cheios de veias pulsantes, e tem um ponto preto dentro se mexendo como se estivesse nadando dentro do ovo.( a foto abaixo ilustra).

                                    Reparem no pontinho preto e as veias ao redor, sinal de ovo galado.

3º Passo: Retire todos ovos ovos que não tiverem essa característica da sua chocadeira, ou mesmo da galinha. Quando não galados os ovos se assemelham a bolas de natal na cor laranja(a foto abaixo ilustra). ATENÇÃO!!! Na dúvida deixa o ovo, o máximo que vai acontecer é na outra ovoscópia que falarei para frente você terá a certeza que é um ovo infértil.

Reparem como se assemelha a uma bola de natal

4º Passo: Agora com todo cuidado lá pelo 17º dia os ovos passarão pela última e decisiva verificação, se a chocadeira estiver bem regulada muito provável que a maioria esteja bem e continue para nascer, mas podem existir embriões mortos. Para quem está começando é bem complicado de notar, portanto mais uma vez segue a regra. Na dúvida deixe o ovo e na hora de nascer ele mostra se estava vivo ou não.

Espero que tenho ajudado a quem está começando, são minhas experiências sobre a chocagem de ovos e a ovoscópia, é muito importante essa técnica pois evita maus odores dentro da chocadeira ou mesmo na galinha, pois ovos podres lançam gases que prejudicam os sadios.